Wärtsilä anuncia os primeiros contratos da América Latina tratamento de água de lastro

A Wärtsilä anuncia parceria com a Humboldt Shipmanagement para o fornecimento de peças para o tratamento da água de lastro dos navios tanque para transporte de óleo e químicos "Puma" e "Culpeo Petroleiro/Química". O acordo é emblemático para as operações da empresa, uma vez que o "Puma" e o "Culpeo" fazem parte de uma nova geração de embarcações adaptadas às mudanças nas regulamentações ambientais e à natureza delicada do ecossistema global. A entrega está prevista para setembro e outubro.

Os navios têm em torno de 50 mil toneladas e utilizarão a tecnologia Wärtsilä Aquarius EC BWMS, que permite a eletro-cloração (EC) da água de lastro “on site”.  O sistema é instalado em um circuito de derivação na linha de lastro principal para fornecer um processo seguro, flexível e econômico para o tratamento de água de lastro e erradicação de espécies aquáticas invasoras. A Wärtsilä também desenvolveu para tratamento de água de lastro o sistema Aquarius UV, que utiliza o tratamento por ultravioleta (UV), em unidades únicas. 

“Em um cenário global mais integrado, nossas soluções buscam uma operação amigável com o meio ambiente, integrando tecnologia para atender às novas regulamentações nos mercados mais exigentes”, afirma Adolfo Medina, gerente de Vendas de Marine Business da Wärtsilä Chile.  

O gerente de Frotas da Humboldt Shipmanagement, Ramiro Hernández Avila, afirma que, em equipamentos altamente complexos, a companhia deve garantir que a qualidade dos componentes mecânicos e eletrônicos permita que a frota e a tripulação operem com máxima segurança e no mais alto padrão. “Para o grupo Ultranav é muito importante aderir às recomendações e resoluções da IMO (Organização Marítima Internacional) para evitar a transferência de microrganismos que podem alterar o ecossistema de outros locais, além de cumprir integralmente a regulação e permitir que nossos clientes satisfaçam seus compromissos comerciais de transporte marítimo. Confiamos no alto prestígio que a Wärtsilä tem na indústria naval e acreditamos que a qualidade e a tecnologia utilizadas garantirão uma longa vida útil destes equipamentos.”

A Convenção Internacional para Controle e Gerenciamento da Água de Lastro e Sedimentos de Navios foi assinada em 2004 e entrou em vigor em 2017. O objetivo é regulamentar de forma precisa a gestão e controle da água de lastro dos navios, que deverá minimizar o risco de disseminação de organismos aquáticos nocivos e agentes patogênicos, que ameaçam a ecologia e o bem-estar econômico do planeta. Com esta medida, os navios enquadrados na Convenção precisam instalar um Sistema de Tratamento de Água de Lastro para cumprir as normas estabelecidas.

Comunicado corporativo - por Wartsila

Comentários