i4sea assina acordo com Porto de Rotterdam, através do programa PortXL

A i4sea deu mais um passo na conquista do mercado marítimo global, através do programa de aceleração PortXL, em Rotterdam, Holanda. Fundada no Brasil e com sede no Reino Unido, a empresa assinou um memorando com o Porto de Rotterdam, o maior porto europeu e referência em inovação, para criação de soluções no controle do tráfego marítimo.

“Nos próximos três meses, vamos acordar um projeto para ser colocado em ação. Como o Porto de Rotterdam é muito grande e opera com muitos terminais, é preciso avançar em etapas. Primeiro vamos construir uma prova de conceito, para que eles avaliem nossa ferramenta e o potencial de uso. A partir da validação, o próximo passo é fechar um contrato para desenvolver a nossa atuação”, explica Bruno Balbi, cofundador da i4sea.

A parceria com a empresa tem relevância importante para o Porto de Rotterdam, especialmente quando consideradas as mudanças climáticas pelas quais o mundo vem passando, que geram condições de clima extremas. De acordo com Koen Vogel, líder de inovação do Porto de Rotterdam, “se as previsões hiperlocais de mar e tempo da i4sea se provarem confiáveis, há um grande potencial para aumentar a segurança e a eficiência no porto”.

O programa PortXL

Como uma das 11 empresas selecionadas – em um universo de mais de 700 – para participar do PortXL, a i4sea teve acesso a um programa de treinamentos e workshops durante três meses, em Rotterdam, além do contato com grandes companhias globais do setor marítimo, a exemplo da Shell, Vopak e o próprio Porto de Rotterdam. Com foco em inovação, o programa de aceleração busca startups em todo o mundo para solução de problemas do setor marítimo.

“Nós participamos de programas de aceleração que funcionam de forma similar anteriormente: o Bluetech Accelerator, do Ministério do Mar de Portugal; e o programa alemão Trade with Impact, da companhia Rainmaking. O grande diferencial do PortXL é estarmos agora no coração do mercado marítimo. Esse programa é uma abertura de portas para relação direta com os parceiros, com o objetivo de compreender os problemas do setor e construir negócios”, detalha o cofundador da i4sea.

Entrar neste novo ecossistema tem especial importância para o propósito de internacionalização da i4sea. O primeiro passo neste sentido foi a consolidação de contratos com a Shell, na Holanda e Alemanha, e com a plataforma NxtPort, através da qual será possível contratar os serviços da empresa. Também a partir do PortXL, a i4sea foi selecionada para desenvolvimento de um projeto junto à multinacional Vopak.

“Já estamos com a empresa no Reino Unido e o grande desafio é ganhar mercado. A gente agora está totalmente envolvido com relacionamento com as maiores empresas do setor marítimo, que se concentram na Holanda. E temos um ponto de apoio, que é o PortXL, porque o programa não acaba após esses três meses, nós teremos acesso vitalício”, comemora Balbi.

Sobre a i4sea

Criada em 2013 por um grupo de oceanógrafos, a i4sea é a empresa responsável pelo desenvolvimento do i4cast®, software capaz de gerar previsões meteoceanográficas hiperlocais e insights acionáveis para apoiar as decisões operacionais na zona costeira. Com o i4cast®, planejadores e operadores são capazes de avaliar com até 10 dias de antecedência, o impacto que as condições de mar e tempo trarão para seus empreendimentos, para que assim sejam elevados os níveis de segurança e eficiência de suas operações.

Acesse: www.i4sea.com

i4sea

Comunicado corporativo — por i4sea


Pesa

    AAPA     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios