Robert GranthamPor Robert Grantham

• Recentemente, o governo da Índia flexibilizou as regras da cabotagem, antes completamente fechada em favor da bandeira nacional. Dentre os principais argumentos em favor da medida estava o grande volume de carga sendo transbordada para a Índia, a partir de outros hubs regionais, tais como: Colombo, Cingapura, Port Kelang e Jebel Ali. Com essa medida, os indianos esperam atrair essas cargas para seus principais portos e de lá levar a carga para portos menores do país, gerando divisas e aumentando o volume pela permissão de navios estrangeiros para realizar essa operação. Outro aspecto levantado é a questão do reposicionamento de contêineres vazios, devido aos desequilíbrios verificados em certas rotas, gerando grande estoque e a dificuldade em movê-los rapidamente para portos onde se façam necessários. Além disso, há dispositivos facilitando também a movimentação de granéis, mas com regras mais estritas.


Schottel

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec