Artigo - Os navios autônomos e a qualificação profissional

A necessidade de qualificação dos profissionais presentes no âmbito da navegação é fundamental para uma atuação pronta e dinâmica, visando inicialmente a segurança com foco na vida de humana, na preservação do meio ambiente e no fomento à economia. Para tanto, o objetivo desse material é o de expor de forma sucinta o atual cenário e despertar a discussão relativa à qualificação dos profissionais envolvidos na navegação dos navios autônomos.

Como percurso metodológico da pesquisa, foi delineada uma revisão bibliográfica, com base em periódicos, artigos científicos e sites da internet. Mediante a análise dos resultados foi possível verificar que mesmo com o avanço tecnológico, inclusive da inteligência artificial, visando a automação total dos navios, ainda se faz necessário o trabalho humano mesmo que de forma remota na programação, operação dos sistemas e controle das embarcações autônomas.

Neste sentido, é essencial o entendimento atualizado dos processos e tecnologias, considerando o dinamismo dos setores tecnológicos cada vez mais presentes nesse espaço. Conclui-se, assim, que se faz necessária a capacitação profissional e mudanças nas convenções e regulamentações em voga.

PUBLICIDADE

Portonave


Acesso à versão integral do artigo em PDF - clique aqui

AutoresDaniel Costa Boikivski é advogado, pós -graduando em Gestão do Transporte Marítimo, Portos e Comércio Exterior

José Antonio Machado Gomes Pereira é bacharel em Ciências Náuticas; Oficial de Náutica da Marinha Mercante; advogado; sócio da Standard Brazil- Marine Surveys & Services Ltda.

Letícia da Luz Aguiar é gestora portuária, pós -graduanda em Gestão do Transporte Marítimo, Portos e Comércio Exterior


    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios