Murilo BarbosaPor Murillo Barbosa

• O novo governo federal assume o manche de um país ainda em crise. As equipes econômicas e de planejamento, montadas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, deverão enfrentar os desafios para estabilizar orçamentos e estabelecer uma gestão que atenda às demandas sociais e também dos setores produtivos e de infraestrutura. A expectativa é de ampliação da participação do setor privado. Na área logística, as empresas portuárias privadas aguardam medidas positivas que possam diminuir os entraves para os empreendimentos. Na avaliação de gestores do setor, sem o atual estrangulamento burocrático e logístico, os portos privados poderiam duplicar os investimentos, gerando ainda mais impostos e mais empregos.

Cash Computadores

Messe Munchen

Suatrans

Syndarma

ABTP

Envie uma pauta

Tche Digital

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil