Fusão da Antaq com ANTT: um atalho institucional?

699 agripinoPor Osvaldo Agripino de Castro Jr.

• Desde antes da posse de Jair Bolsonaro como presidente da República, a imprensa tem noticiado a intenção do ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas — um engenheiro civil qualificado, graduado pelo Instituto Militar de Engenharia e com experiência na Controladoria Geral da União — de fundir a Antaq com a ANTT. Em tempos de crise institucional, em face da difícil governabilidade com mais de trinta partidos políticos (todos sem consistência programática), é comum as autoridades constatarem que as leis e as instituições vigentes não resolvem com eficácia problemas fundamentais, como a não prestação de serviço adequado por parte dos terminais e armadores e a mudança da preponderância da matriz de transporte do modal rodoviário para o aquaviário. 

Restrito a assinantes