A cabotagem e os seus desafios

Por Nelson L. Carlini

No Brasil, a tentativa de equacionar problemas estruturais, em especial nos segmentos de logística, não raro esbarra em erros de diagnóstico que acabam comprometendo o objetivo pretendido. É ao que assistimos em relação aos projetos em discussão sobre a navegação de cabotagem. Esses projetos surgem em resposta à forte pressão de setores produtivos nacionais, que reconhecem as significativas vantagens desse modal para o transporte de cargas doméstico. 

O problema é que o debate tem sido estabelecido com base em três premissas equivocadas: a primeira, de que a cabotagem está estagnada; a segunda, de que, para que o modal se desenvolva, será necessária uma abertura completa a empresas estrangeiras; a terceira, a de que um dos grandes entraves à expansão da navegação entre portos nacionais é o atual quadro de paralisia de nossa indústria de naval. Vamos aos fatos. 

Restrito a assinantes

Kincaid

Assine Portos e Navios

Pesa

Tche Digital

Seminário de Metanol

Aapa

Abeam

Sobena

Sinaval Abratec