Great Ocean
  • Soprano

    A Soprano Hidráulica, especializada em equipamentos hidráulicos para os segmentos agrícola, móbil, rodoviário e construção, concluiu sua expansão, que contou com investimento superior a R$ 7 milhões. Através do Projeto DH 2013, a empresa aumentou a capacidade da empresa em produtividade, estrutura física, máquinas e softwares.

  • Segundo patrulha é incorporado

    Marinha do Brasil incorpora o Apa em cerimônia na base naval de Portsmouth, no Reino Unido

    O navio-patrulha oceânico Apa foi incorporado à Armada no último dia 30 de novembro. A cerimônia foi presidida pelo chefe do Estado-Maior da Marinha do Brasil, almirante-de-Esquadra Fernando Eduardo Studart Wiemer, nas dependências da base naval de Portsmouth, no Reino Unido. A embarcação foi projetada e construída para atender às necessidades de fiscalização de áreas marítimas extensas. Devido à autonomia e capacidade de operar com helicóptero e duas lanchas, o navio contribuirá com os demais navios da Marinha do Brasil na proteção e fiscalização da Amazônia Azul.

  • Saneamento - R$ 150 milhões para o Portus

    O governo federal vai liberar os R$ 150 milhões para o Portus. O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, oficializou a decisão de realizar o pagamento, durante reunião com os representantes dos trabalhadores portuários. No encontro estavam presentes o presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP), Eduardo Guterra; o presidente da Federação Nacional dos Estivadores (FNE), Wilton Ferreira Barreto; Mario Teixeira, da Federação Nacional dos Trabalhadores Portuários Avulsos (Fenccovib) e o deputado Paulo Ferreira.

  • Rebocadores - Wilson Sons amplia Central de Operações

    A Wilson Sons Rebocadores ampliou a atuação de sua Central de Operação de Rebocadores (COR). Desde o último mês de dezembro, as embarcações da companhia que atendem aos portos de Paranaguá, no Paraná, e de Vitória, no Espírito Santo, passaram a ser rastreadas. Com isso, são agora 23 os rebocadores gerenciados a partir da central. Com investimentos de R$ 1,5 milhão, a COR rastreia remotamente os navios da empresa e gera indicadores sobre o uso das embarcações, colaborando na elaboração de estratégias e reduzindo os riscos de acidentes.

  • Primeira chapa - Aliança inicia construção para OSX

    A Aliança Offshore realizou o corte da primeira chapa de aço para a Unidade de Construção Naval (UCN) da OSX no último dia 21 de novembro. A operação da unidade industrial do estaleiro Aliança marca o início da produção de blocos para o navio PLSV (Pipe Layer Support Vessel) que a OSX está construindo para o consórcio Sapura-Seadrill para atender ao contrato de instalação de dutos submarinos com a Petrobras. 

  • Porto do Forno - 40 anos como porto organizado

    O porto do Forno, localizado na cidade de Arraial do Cabo (RJ), completou 40 anos como “porto organizado” em dezembro. Num evento que reuniu a direção do porto e autoridades municipais, a passagem foi comemorada com a inauguração de sua sede administrativa.

  • Plano de saúde

    O Sindicato das Empresas de Montagem e Manutenção Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Sindemon) fechou uma parceria com a Unimed-Rio para a criação de um plano de saúde especial para as empresas que atuam no setor de óleo e gás.

  • Negócio da China sem surpresas

    Empresas brasileiras se protegem para não perder dinheiro com o principal parceiro comercial brasileiro

    A China é hoje o principal parceiro comercial do Brasil. Mas os produtos chineses precisam percorrer um longo caminho até ganharem a mesma credibilidade dos japoneses e coreanos. Com expectativa de bons negócios mas desconfiadas, empresas brasileiras, incluindo as do setor naval, buscam escapar de armadilhas ao negociar com empresas da China.

  • Negociar antes de brigar

    Comissão Portos não afina o discurso e membros atuarão isoladamente nas emendas à MP 595 antes de ‘judicializar’

    A Medida Provisória 595/2012, que trata do programa de investimentos do setor portuário, causou reações conflitantes entre o empresariado. Anunciado pela presidente Dilma Rousseff no último dia 6 de dezembro, trouxe avanços significativos ao setor. Ao mesmo tempo, parte dos investidores ficou frustrada com a decisão da União de relicitar 55 terminais cujos contratos, anteriores à lei 8.630/1993, terminaram ou estão por vencer.

  • Mercado aquecido

     

     

    Demanda de petroleiras tem animado fornecedores de sistemas de propulsão a efetivarem cada vez mais suas presenças no Brasil

     

    Mercado aquecido. Estas duas palavras são praticamente unanimidade entre fornecedores e representantes de sistemas de propulsão marítimos ao avaliarem o mercado no país. Uns mencionam os navios-sonda como oportunidade. Outros, as futuras licitações do Programa de Renovação da Frota de Apoio Marítimo (Prorefam). As demandas tanto da Petrobras como de outras empresas de petróleo que estão no país têm animado os fornecedores a enraizarem ainda mais suas presenças no Brasil.

  • Itaqui - Porto inaugura berço 100

    O porto do Itaqui, no Maranhão, inaugurou, no último dia 3 de dezembro, o berço 100. O píer será dedicado ao Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) na segunda etapa do projeto. Antes disso, o berço 100 movimentará carga geral.

  • Itajaí - Portos podem receber navios de 300 metros

    Estudos realizados por encomenda da APM Terminals evidenciam a segurança da operação de navios com mais de 300 metros de comprimento no Complexo Portuário do Rio Itajaí-Açu, em Santa Catarina. Os primeiros resultados das pesquisas foram apresentados a uma comitiva formada por práticos e representantes da APM Terminals, Portonave e porto de Itajaí que visitou a Holanda.

  • ISO 14001

    A Hyva do Brasil conquistou a certificação ISO 14001. A norma internacional tem como finalidade estabelecer um Sistema de Gestão Ambiental efetivo, reduzindo o impacto ambiental gerado pelas empresas.

  • Investimento - Darby aposta no setor ‘offshore’

    O Darby Overseas Investments, Ltd., divisão de Private Equity da Franklin Templeton Investments, está investindo R$ 35 milhões na Dall, especializada no fornecimento de alimentos, serviços logísticos e de hotelaria para plataformas offshore e grandes obras de infraestrutura. O aporte de capital está sendo feito por meio do Brasil Mezanino Infraestrutura (BMI), um fundo mezanino do setor de infraestrutura no país, e será destinado ao fortalecimento da estrutura de capital da empresa e à expansão de suas operações.

  • Explosão de vendas a caminho

    Embora o mercado já esteja aquecido, fornecedores de mobiliário naval consideram que entrada em operação de novos estaleiros pode alavancar vendas nos próximos anos

    Estaleiros repletos de pedidos sinalizam aos fornecedores de mobiliário naval que o mercado já está aquecido. Até 2020, o Brasil tem encomendas para construir 50 plataformas de produção, 50 sondas de perfuração, 500 embarcações ‘offshore’ e 130 petroleiros, de acordo com dados informados pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante a entrega de um prêmio do setor naval no último mês de novembro. Os fornecedores de móveis que equipam as embarcações acreditam que a entrada em operação de novos estaleiros pode alavancar ainda mais as vendas nos próximos anos.

  • Escassez em todos os níveis

     

     

    Falta de mão de obra qualificada ainda é o principal desafio dos setores de óleo, gás e naval

     

    Das profissões mais técnicas até as de mais alta qualificação. A escassez de mão de obra na indústria naval tem atingido todos os níveis. Uma pesquisa realizada pela empresa de recrutamento Robert Half mostrou que a falta de mão de obra qualificada ainda é o principal desafio do setor. De acordo com o levantamento, para 47,4% dos entrevistados a dificuldade para contratar pessoal do setor de petróleo e gás aumentará neste ano de 2013.

  • Esab

    A ESAB traz para o mercado os novos conjuntos inversores para soldagem multiprocesso Warrior 500i e Warrior 400i. Os equipamentos foram desenvolvidos para uma ampla gama de aplicações, nos mais diversos segmentos industriais — construção naval e offshore, transporte, óleo e gás, energia, reparo e manutenção e fabricação geral.

  • Em busca da produtividade

    Modernização de equipamentos portuários é alternativa para terminais e pode se tornar novo mercado no Brasil

    Ainda não está totalmente claro, mas há sinais de que um novo mercado pode estar se formando no mercado portuário nacional nos próximos anos, a partir da revitalização de equipamentos.

  • Distribuidora exclusiva

    A Usemaq, especializada no comércio de máquinas e equipamentos para movimentação de cargas para aplicação em portos, indústrias e centros logísticos, é distribuidora exclusiva do fabricante Chery Heavy Industry, que atua na fabricação de veículos especiais, equipamentos marítimos, máquinas para construção, equipamentos agrícolas e empilhadeiras de garfos.

  • Controle acionário

    O Grupo Columbia, através de sua coligada Columbia do Nordeste, adquiriu o controle acionário da Cefrinor, empresa de armazenagem de carga frigorificada, em especial de gêneros alimentícios, localizada ao lado da Columbia Eadi Salvador, em Simões Filho, na Bahia.

  • Certificações

    A unidade industrial da Kepler Weber de Panambi, no Rio Grande do Sul, recebeu a certificação do seu Sistema de Gestão da Qualidade, Meio Ambiente e Saúde e Segurança no Trabalho de acordo com os requisitos das normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001, respectivamente.

  • Centros de formação - EEP contará com profissionais locais

     

    O governo da Bahia dá início à implantação de centros de formação para municiar as cidades localizadas no entorno do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) com mão de obra qualificada para atuar no polo naval em formação. A Secretaria da Indústria Naval e Portuária do Estado da Bahia (Seinp), a Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e a Secretaria de Educação (SEC) estão envolvidas no projeto.

  • Balaska

    A Balaska apresenta sua série de produtos SOLAS, que consiste em equipamentos e acessórios marítimos como coletes salva-vidas e roupas de imersão.
    O colete salva-vidas dobrável Solas possui excelente flutuabilidade e foi especificamente fabricado para ser facilmente armazenado.

  • Associação

    Nove associações da indústria de cruzeiros marítimos criaram uma organização comum com estrutura unificada para servir como a voz e a liderança em defesa da indústria global de cruzeiros. As associações são: Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (ABREMAR), Cruise Lines International Association (CLIA), European Cruise Council (ECC), Asia Cruise Association (ACA), Passenger Shipping Association (PSA/ACE), AFCC da França, Northwestand Canada Cruise Association (NWCCA), Alaska Cruise Association (ACA), e International Cruise Council Australasia (ICCA).

  • Appa - R$ 4,3 bilhões em investimentos até 2017

    Dos R$ 54,2 bilhões que serão investidos no sistema portuário nacional até 2017, R$ 4,3 bilhões serão destinados aos portos paranaenses através de concessões e arrendamentos de novas áreas portuárias. De acordo com o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino, o Paraná está preparado para por em prática o que foi anunciado.

  • Aços F. Sacchelli

    A Aços F. Sacchelli investiu R$ 2,5 milhões na compra e instalação de uma serra de alta tecnologia para corte de aço. De acordo com a empresa, a Behringer HBM 500 SC, de origem alemã, é a serra mais rápida existente no mercado e sua velocidade permite cortar barras de aço redondas de até 500 milímetros.

  • Accelerate Oil & Gas

     

    Evolução dos mecanismos do sistema financeiro para facilitar acesso ao crédito e recursos disponibilizados em óleo e gás. Este será o tema de uma das discussões do Accelerate Oil & Gas 2013, que será realizado nos dias 21 e 22 de maio.

  • 367 projetos em carteira

    Balanço anual do Sinaval mostra que obras em estaleiros geram 62 mil empregos. Perspectiva é que chegue a 100 mil até 2017

    A indústria de construção naval brasileira encerrou o ano de 2012 com 367 projetos na carteira de encomendas dos estaleiros. Os dados são do balanço anual do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval). Essas obras geraram 62 mil empregos no país.
  • ‘Mar Limpo III’ - Navio é incorporado à frota da Bravante

     

    A Bravante recebeu no último dia 28 de novembro o Mar Limpo III, segunda embarcação totalmente dedicada para combate a derramamentos de óleo no mar produzida no Brasil. O OSRV foi construído no Estaleiro São Miguel,