Seminário Cenários da Indústria naval e Offshore 2019

Reportagens especiais

Presença a bordo

08 Jul 2019 18:07 Navegação

Empresas pedem manutenção das vagas na formação para não faltar marítimos. Sindicato cobra equilíbrio entre oferta e...

Legal Seminar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Considerado o mais importante mercado “offshore” fora do Mar do Norte, o Brasil também atraiu a atenção...

Mercado de gás

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

As oportunidades no setor de gás no Brasil também foram debatidas no evento.  A superintendente de Oléo...

Brasil na Nor-Shipping

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Pela terceira vez o Brasil promove um seminário durante o evento • Se neste ano o clima do...

Colaboração é o mote

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Inovação tecnológica por combustíveis mais limpos e eficiência energética no centro das atenções e debates na Nor-Shipping...

Caminho tortuoso

08 Jul 2019 18:07 Notícias

Investimentos em infraestrutura dependem de segurança jurídica e mais agilidade na gestão, apontam terminais • Há muitos anos...

RN-18 em revisão

08 Jul 2019 18:07 Portos e logística

Armadores pedem menos intervenção e usuários, mais equilíbrio. Para Antaq, norma é ferramenta contra abusos • A Agência...

Setor naval em alerta

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Estaleiros e empresas do apoio marítimo alertam governo sobre MP que flexibiliza a importação de navios • Representantes...

Esquadra no radar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Após concorrência das corvetas, cadeia de fornecedores segue atenta à renovação da frota da Marinha • Não é...

Artigos

  1. Estudo e pesquisa
  2. Opinião

Eleva pede ao STF que Petrobras informe empresas que podem abastecer navios iranianos

danilo 22 Jul 2019 Portos e logística

A Eleva Química entrou com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Petrobras apresente, no prazo de 24 horas, a lista de empresas brasileiras que estão autorizadas a fornecer o combustível IFO 380, único possível para abastecer os dois navios iranianos parados no Porto de Paranaguá. Após recurso da petroleira, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, suspendeu uma liminar do Tribunal de Justiça do Paraná que obrigava a estatal a fornecer o produto. Como a decisão é preliminar, ainda cabe recurso ao colegiado da suprema corte. O impasse foi noticiado em reportagem exclusiva da Portos e Navios na última segunda-feira (15/07). O processo tramita em segredo de Justiça.  A empresa de comércio exterior, que afretou os navios graneleiros do armador iraniano Sapid Shipping, informou que a Petrobras apenas indicou, nos autos do processo, uma única empresa que teria disponibilidade e estava autorizada a fornecer esse combustível: a Refinaria de Petróleo Riograndense. Em nota, a Eleva afirma que...

Petrobras renova contratos de três plataformas da Constellation

rosangela 22 Jul 2019 Offshore

A Constellation, empresa prestadora de serviços de perfuração de poços terrestres e marítimos e de operações de plataformas, informou nesta segunda-feira que a Petrobras renovou contrato de três sondas de perfuração offshore: Alpha Star, Gold Star e Lone Star. As operações sob cada contrato devem começar em janeiro de 2020. De acordo com o presidente da empresa, Guilherme Lima, a maioria das sondas da companhia está atualmente sob contrato. A Alpha Star e a Gold Star são plataformas de perfuração semi-submersíveis em águas ultraprofundas e iniciaram suas operações em julho de 2011 e fevereiro de 2010, respectivamente. As sondas de perfuração são capazes de perfurar em profundidades de até 9.000 pés (aproximadamente 2.700 metros). A Lone Star iniciou suas operações em abril de 2011 e é capaz de perfurar em profundidades de até 7.900 pés. Fonte: Valor

Petrobras não deve fornecer combustível diretamente a navios iranianos, avaliam especialistas

danilo 21 Jul 2019 Portos e logística

Analistas de mercado ouvidos pela Portos e Navios acreditam que, mesmo que venha a ser autorizada judicialmente, a Petrobras não deve fornecer diretamente o combustível dos graneleiros iranianos que estão sem esse insumo em volume suficiente para deixar o Brasil. A avaliação é que uma solução eficiente, independente de qual seja, precisa ser encontrada o quanto antes, já que os navios estão ficando sem óleo combustível e prejudicando as exportações brasileiras de grãos. A empresa que afretou as embarcações, alertou que essa indefinição pode atrapalhar as atividades no Porto de Paranaguá (PR). O impasse foi noticiado em reportagem exclusiva da Portos e Navios na última segunda-feira (15/07). A Petrobras afirma que existem outras empresas capazes de atender à demanda por combustível. No entanto, a estatal não indicou quais são as revendedoras que podem oferecer esse produto para os navios iranianos. A dificuldade da logística passa por encontrar empresas capacitadas, com volume disponível para comercialização e com combustível nos padrões...

Antaq realiza audiência pública na terça-feira sobre arrendamentos

jornalismo@portosenavios.com.br 21 Jul 2019 Portos e logística

A Antaq realizará nesta terça-feira (23) audiência presencial no auditório da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), localizado no Porto Organizado do Itaqui. A reunião faz parte da Audiência Pública nº 06/2019, que visa obter contribuições, subsídios e sugestões para o aprimoramento das minutas jurídicas e técnicas (edital de licitação, contrato de arrendamento, documentos técnicos e seus respectivos anexos), necessários à realização de certame licitatório. A reunião terá como assuntos os arrendamentos seguintes arrendamentos: I – Terminal portuário destinado à movimentação e armazenagem de granéis líquidos combustíveis, localizado no porto organizado do Itaqui, denominado IQI03; II – Terminal portuário destinado à movimentação e armazenagem de granéis líquidos combustíveis, localizado no porto organizado do Itaqui, denominado IQI11; III – Terminal portuário destinado à movimentação e armazenagem de granéis líquidos combustíveis, localizado no porto organizado do Itaqui, denominado IQI12; e IV – Terminal portuário destinado à movimentação e armazenagem de granéis líquidos combustíveis, localizado no porto organizado...

Exportação e importação comprometidas sem dragagem no rio Madeira

jornalismo@portosenavios.com.br 21 Jul 2019 Navegação

A falta dos serviços de dragagem no rio Madeira ainda é um dos fatores que prejudica a importação e exportação de produtos na região Norte e preocupa o setor de navegação, principalmente com a chegada do período da vazante. As empresas reduziram 10% das cargas transportadas e ainda o tempo de viagem de Manaus (AM) a Porto Velho (RO), o que impacta no custo de viagem e como consequência, no preço dos produtos. De acordo com o Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do Amazonas (Sindarma), as embarcações que trafegam pelo rio Madeira já perceberam determinados trechos como a Travessia dos Papagaios, Curicacas, Cujubim, Tamanduá e principalmente no trecho Humaitá-Porto Velho com limitação de calado. “Nessa segunda quinzena de julho, nossas embarcações já estão saindo com cargas reduzidas na ordem de 10% e isso reflete diretamente no custo de viagem em razão que vai demorar mais tempo para chegar em...

Compra de corvetas pela Marinha vai parar no Tribunal de Contas da União

jornalismo@portosenavios.com.br 21 Jul 2019 Indústria naval

Trabalhadores da indústria metalúrgica de Pernambuco apresentaram denúncia ao Tribunal de Contas da União (TCU) contra o resultado da concorrência internacional conduzida pela Marinha com a Emgeprom, estatal ligada ao Ministério da Defesa. A deleção, vencida pelo consórcio Águas Azuis, visava a construção de quatro corvetas classe Tamandaré (CCT), navios-escolta, com previsão de entrega entre 2024 e 2028, conforme anunciou a Marinha em 28 de março. O projeto tem valor estimado em R$ 5,5 bilhões. O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas, Mecânica e de Material Elétrico de Pernambuco pede ação cautelar para cancelar a assinatura do contato com o consórcio liderado pelo grupo alemão ThyssenKrupp Marine Systems, a Embraer e a Atech. De acordo com o TCU, o processo é sigiloso e está em fase de instrução. O ofício protocolado pelo Sindicato no tribunal, ao qual o Correio teve acesso, alega que o resultado do processo de seleção fere princípios de...

Diretoria de Hidrografia e Navegação avalia passar análises para a Codesp

rosangela 21 Jul 2019 Portos e logística

A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) da Marinha do Brasil avalia a possibilidade de transferir a análise dos limites do calado máximo (maior profundidade que pode ser alcançada pela embarcação quando navegando) para a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Uma reunião realizada nesta quinta-feira (18), no Rio de Janeiro, tratou do assunto com autoridades e empresários do cais santistas. Outro encontro está previsto para setembro, em Santos. Segundo o delegado regional da Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP) e coordenador da Comissão para Acompanhamento da Agenda Temática (CAT) do Conselho de Autoridade Portuária (CAP), Eliezer Giroux, a reunião durou cerca de duas horas e meia. E contou com a participação de representantes do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) e autoridades, como o capitão dos portos de São Paulo, o capitão de mar e guerra Daniel Rosa Menezes.   A comitiva tinha como objetivo pedir...

Frete de navios tem máxima de vários anos; demanda por minério do Brasil sustenta

rosangela 21 Jul 2019 Navegação

O principal índice de frete marítimo da bolsa do Báltico subiu para o maior nível desde dezembro de 2013 nesta sexta-feira, impulsionado pela firme demanda por navios capesize e panamax. O índice Báltico, que inclui as taxas dos navios que transportam commodities sólidas, subiu quase 2%, ou 40 pontos, para 2.170, um pico desde 24 de dezembro de 2013. O indicador subiu pela nona sessão consecutiva, impulsionado principalmente pela forte demanda por navios que enviam minério de ferro do Brasil para a China. “A Vale retomou as operações na mina de minério de ferro de Brucutu de 33 milhões de toneladas, levando a um aumento forte na atividade de fixações e a uma alta ainda maior nas taxas spot de capesize”, disse Randy Giveans, vice-presidente de pesquisa de patrimônio da Jefferies. A Vale anunciou a retomada de Brucutu, sua principal produtora em Minas Gerais, em meados de junho. Maior produtora global de minério de ferro...

Empresa compra polos oferecidos pela Petrobras na Bacia de Campos

rosangela 21 Jul 2019 Offshore

A empresa de energia Trident Energy venceu a disputa pela aquisição de dois ativos da Petrobras (PETR4.SA), os polos de Pampo e Enchova, na Bacia de Campos, com uma oferta de cerca de 1 bilhão de dólares, considerando pagamentos firmes e contingentes, disse a petroleira brasileira em comunicado nesta sexta-feira. O negócio, que acontece em meio ao plano de desinvestimentos da Petrobras, envolve o maior ativo de produção maduro colocado no mercado pela estatal, com produção de 39 mil barris de óleo equivalente por dia, segundo dados de julho de 2018. Criada em 2016, a Trident Energy é apoiada pela empresa de private equity Warburg Pincus, que já investiu em mais de 780 companhias em 40 países pelo mundo. A notícia confirma matéria publicada mais cedo pela Reuters com informação de fontes, segundo a qual a proposta da Trident Energy teria sido escolhida pela Petrobras. A Petrobras ressaltou, no entanto, que “a transação se...

Impasse no fornecimento de combustível a navios iranianos trava exportação de milho

danilo 18 Jul 2019 Navegação

A empresa de comércio exterior que afretou quatro graneleiros iranianos, que estão sem combustível suficiente para deixar o Brasil, considera que não há alternativas viáveis e seguras para o abastecimento das embarcações, já que o fornecimento é monopólio da Petrobras. A estatal se negou a fornecer o bunker sob a alegação de que os navios estão na listagem de um órgão ligado ao departamento de tesouro do governo norte-americano. A afretadora afirma que o impasse é restrito a ela e à estatal e que seu objetivo é que o combustível possa ser fornecido e as operações de carregamento de milho sejam finalizadas. Além dos navios Bavand e Termeh, fundeados em Paranaguá (PR), outros dois navios de bandeira iraniana (Ganj e The Finder) estão fundeados em Imbituba (SC) na mesma situação. Em nota, a empresa brasileira de comércio exterior argumenta que o fornecimento de combustível não tem qualquer relação com o fato de os navios terem chegado...

O acordo e a navegação

Leandro Barreto 16 Jul 2019 Opinião

Por Leandro Barreto Entre comemorações, e também críticas, muito tem se falado sobre os impactos e a dimensão do acordo finalmente alcançado entre Me...

Publicidade

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Newsletter

Catálogo da Indústria Marítima

Revista em html

Publicidade

Catálogo da Indústria Marítima

• Vídeos

Marintec / Navalshore - detalhes sobre a feira
Vídeo

Marintec / Navalshore - detalhes sobre a…

12th Marintec / Navalshore - Tudo sobre a feira e conferênci…

1380
Marintec / Navalshore - detalhes sobre a feira
Vídeo

Marintec / Navalshore - detalhes sobre a…

12th Marintec / Navalshore - Tudo sobre a feira e conferênci…

1380
Marintec South America 2017 - Destaques da 14ª edição
Vídeo

Marintec South America 2017 - Destaques …

Marintec South America 2017 - Destaques da 14ª edição.

1389
Marintec South America 2017 - primeiro dia
Vídeo

Marintec South America 2017 - primeiro d…

Marintec South America 2017 - primeiro dia.

1373